domingo, julho 24, 2005

SUPERMERCADO

Domingo, detesto sair neste dia e então fazer compras nem se fala.
Mas como os mantimentos escasseavam lá me decidi por uma visita à capital do consumo Ponta Delgadense, um mini colombo onde os escravos vão passear ao domingo em vez de irem apanhar sol.
Pegando no post anterior devo dizer que nem todos os homens evoluiram á mesma velocidade, nos açores e em particular em S. Miguel o nivel de educação\formação destes grunhos é mais baixo que o nivel de agua das barragens alentejanas.
Fiz as minhas comprinhas e dirigi-me à caixa especial para malta com poucas compras , já que tinha apenas 4 coisas no carro.
A primeira destas caixas tinha um alarve com nodoas de vinho na camisa e um carro a abarrotar de coisas. Ninguem lhe disse nada. Em Portugal a menina da caixa dizia logo alguma coisa mas aqui não.
Caguei no assunto e fui para a proxima caixa do genero.....fechada, segui para a proxima.....fechada e ainda havia mais uma perto do fim mas .....fechada .
Fui reparando à medida que percorria a fila de caixas que muitas das pessoas estavam na mesma situação que eu, com poucas coisas e sem caixa para se aviarem.
Em roma sê romano, e eu em terra de bestas fui ainda mais besta: dirigi-me ao sitio mais incomodo para se deixar um carro, logo á entrada e fui-me embora beber uma bica.
Devia haver uma lei que proibisse estes cães de se misturarem com as pessoas.

4 Comments:

Blogger cãorafeiro said...

Agora fiquei magoado!

Chamar cães a essas bestas? não está certo, coitados dos cães. cão sou eu e não faço dessas.

2:48 da tarde  
Blogger SATANUCHO said...

peço desculpa, realmente comparar a bela raça canidea a estes abortos é maldoso e mal intencionado....

5:10 da tarde  
Blogger SATANUCHO said...

e nós não somos nem queremos ser pessoas maldosas e rancorosas e vingativas e maldizentes e cheias de odio e venenosas e quadrilheiras e satanicas e insultuosas e mentirosas e falsas e elitistas e egocentricas e má-linguas e insinuantes e mesquinhas e ranhosos e rançosos e bom fim de semana

5:17 da tarde  
Anonymous Kally said...

Olha eu aqui em Portugal aconteceu-me uma coisa do género. No Carrefour de Oeiras, tinha um cestinho com 4 ou 5 coisitas frescas (tipo queijo, fiambre, iogurtes), o Carrefour tem para aí umas 30 a 40 caixas (posso estar a exagerar) e só tinha umas 10 abertas e claro está com filas descomunais. Claro que deixei o cesto ali pelo chão e bazei.

4:22 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home